Publicador de Conteúdos e Mídias

FT

Como o varejo pode usar o ChatGPT

Gabriela Dobner

Ferramenta de chatbot com inteligência artificial desenvolvida pela OpenAI é a tecnologia da vez

 

O setor de varejo vem passando por transformações ao implementar cada vez mais experiências digitais. O uso de inteligência artificial (IA) não é novidade e tem ajudado varejistas a reduzir custos, aumentar produtividade, otimizar o tempo e em estratégias de atração e atendimento ao cliente. De acordo com uma previsão do IDC Worldwide Artificial Intelligence Spending Guide, os gastos globais com inteligência artificial, incluindo software, hardware e serviços para sistemas centrados em IA, ultrapassará US$ 300 bilhões até 2026.

Quando se fala da aplicação da IA nas empresas, a tecnologia da vez é o ChatGPT, um assistente virtual inteligente no formato chatbot online desenvolvido pela OpenAI, cujo nome é uma sigla para “Chat Generative Pre-Trained Transformer” - em tradução livre "transformador pré-treinado generativo de bate-papo”.

O recurso é capaz de realizar tarefas como escrever artigos, criar códigos inteiros de programação, traçar estratégias de vendas, compor músicas ou produzir teses acadêmicas. E por ser de fácil acesso e com possibilidade de tratar de temas simples até questões complexas é uma ótima oportunidade para ser usado por micro e pequenas empresas.

“O ChatGPT trará inúmeros benefícios para os pequenos negócios, reduzindo custos estratégicos e operacionais por meio desta tecnologia. Suas aplicações no campo do marketing, das finanças, no atendimento ao cliente ou no processo de vendas pode aumentar a sua receita e reduzir os custos”, afirmou Cristina Araújo, analista do Sebrae e engajadora do Ecossistema de Inovação no Brasil, à Agência Sebrae.

Cristina destaca ainda que a tecnologia pode ser aplicada na elaboração de conteúdo de marketing, brainstorming de ideias, automatização do processo de vendas e o aumento do envolvimento do cliente, levando a uma maior fidelidade e retenção.

Como os varejistas podem aproveitar essa tecnologia de chatbots? O Sebrae listou algumas das possibilidades que devem ser exploradas pelos empreendedores:

  • Atendimento ao cliente: uso de chatbot para responder a perguntas frequentes dos clientes e fornecer informações sobre seus produtos ou serviços.
  • Marketing automatizado: os chatbots podem enviar mensagens personalizadas e ofertas especiais aos clientes.
  • Processos internos: é possível automatizar tarefas repetitivas, como agendamentos e pedidos, por meio dos chatbots.
  • Análise de dados: coletar e analisar dados dos clientes para entender melhor suas necessidades e qualificar a experiência do cliente também pode ser uma estratégia.
  • Integração de aplicativos: o chatbot pode ser integrado com outros aplicativos, como CRMs, para aprimorar a eficácia dos processos.

More from our insights library:

A importância do capital de giro para seu negócio

Acesse aqui para saber mais

Ler Mais

Brinks apresenta soluções completas para Instituições Financeiras e Varejo no Febraban Tech 2024

Acesse aqui para saber mais

Ler Mais

A importância dos cofres inteligentes da Brink's para o mercado varejista

Acesse aqui para saber mais

Ler Mais